Despe-te de verdades


O Editor é Luís Pacheco (1925-2008), que em 1950 criou a editora Contraponto, responsável pelas primeiras edições (creio, não estou certo) de autores como Mário Cesariny, Vergílio Ferreira e Herberto Helder, entre outros.

****
Mário Cesariny de Vasconcelos
(in "Manual de Prestidigitação" - 1956 / capa já publicada neste Blogue)

Discurso Ao Príncipe de Epaminondas,
Mancebo de Grande Futuro

Despe-te de verdades
das grandes primeiro que das pequenas
das tuas antes que de quaisquer outras
abre uma cova e enterra-as
a teu lado
primeiro as que te impuseram eras ainda imbele
e não possuías mácula senão a de um nome estranho
depois as que crescendo penosamente vestiste
a verdade do pão a verdade das lágrimas
pois não és flor nem luto nem acalento nem estrela
depois as que ganhaste com o teu sémen
onde a manhã ergue um espelho vazio
e uma criança chora entre nuvens e abismos
depois as que hão-de pôr em cima do teu retrato
quando lhes forneceres a grande recordação
que todos esperam tanto porque a esperam de ti

1 comentário:

Rute disse...

é uma lição que deveria constar em todos os manuais escolares.