Ó secreta violência


"Minha senhora de mim"
1971
Maria Teresa Horta

Violência

Ó secreta violência
dos meus sentidos domados

em mim parto
e em mim esqueço

senhora de meu
silêncio
com tantos quartos fechados

Anoitece e desguarneço
despeço aquilo que
faço

Ó semelhança firmeza
mulher doente de afagos

2 comentários:

Rute disse...

poucos versos,

tanto sentido.

Constança Lucas disse...

sempre fortes e intensos os versos desta poeta