Quem o mar ama

De Vasco Costa Marques
Quem o mar ama
não quer amarração
mesmo que de oiro
a amarra seja

é mar amor
que se deseja
livre e sem fim

o resto é charco
onde se atola
o alento e o barco

1 comentário:

Janaina disse...

Olá, João!
Deixei um link (de novo, outra vez, rs) no meu blog para o seu, devido a este poema, do qual retirei um trecho para o que escrevi, se não se importar, obviamente.
Um abraço,
Janaina